Videocast: Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (SEM SPOILERS)

postado em by Pablo Villaça em Cinema, Videocast

71 Respostas para Videocast: Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (SEM SPOILERS)

  1. limaocascudo

    Preocupante, triste. Pablo aparenta está bastante doente no vídeo. Talvez essa seja o motivo dele ter sumido do twitter nos últimos dias. Espero está errado. O cara é brother e bom profissional. Força Pablo!

  2. Cage

    Então quer dizer que as cenas de luta entre Batman e Bane, tão aguardadas, continuam tão… complicadas… quanto as cenas de luta dos outros 2 filmes?

    Pena, esperava muito dessas cenas.

  3. Mateus Carvalho

    quando o PV fala sobre a voz do Batman me fez lembrar algo do primeiro filme: eu discordo do PV qdo ele achou um erro Bruce Wayne se “revelar” diante da amiga de infância dele! Bruce Wayne é um cara solitário, confuso, triste…fez muito sentido ele se revelar com uma pessoa que lembra a infância alegre dele! Boa crítica…

  4. Murilo Herik

    Você falou sobre a voz e eu ja tinha comentado com meus amigos, a voz do Bane no trailer está animal estremece a sala e poe uma grande imponencia.
    Assistir esse filme dublado é ser estuprado mentalmente de gratis.

  5. Caio Vasco

    Assisti ao filme na pré estréia e o filme é realmente sensacional, adorei a crítica do Vilaça e corresponde muito a ideia que Nolan apresentou. O filme é excelente e tem um contratempo ou outro, mas é coisa pequena. Vale muito a pena até porque fiquei preso na cadeira com tamanha tensão que o filme proporciona.

    • Mateus Carvalho

      Caio, vc achou tão bom qto os outros dois filmes? Eu, por exemplo, gosto um pouco mais do Batman Begins do que do Cavaleiro das Trevas (apesar de achar os 2 filmaços)… o terceiro consegue manter o nível para vc?

      • Guilherme

        Eu também já assisti e achei ele abaixo, mas não muito. Se TDK, na minha opinião ganha um 9, 9.5, TDKR ganha é 8, 8.5 tranquilamente.

        • Mateus Carvalho

          que pena Guilherme…mas por outro lado, antes um filme nota 8 do que nada né verdade? valeu cara

  6. Luciano

    Entendi porque persegue tantos os vampiros Pablo… você foi mordido (ou seria “picado”) por um! Hehehe! Dito isso, só tenho uma observação. O personagem do segundo filme, funcionário das empresas Wayne, até poderia ser descartado do filme, mas o Nolan o aproveita muito bem quando ele vai à TV e o Coringa ameaça explodir um hospital se ninguém matar o fulano, ou seja, apesar de não ser essencial à trama, sua participação foi bem integrada e não ficou forçada e nem distraiu do foco principal da história.

  7. jorge lima

    Foi só eu que percebeu que ele tá com um curativo no lado direito do maxilar?

    • Pablo Villaça

      Não, eu também notei. Que nojo.

      • Jorge Lima

        Dá pra perdoar, mas que isso não aconteça de novo viu?! :P

  8. Débora

    Gostei da crítica.Bem desenvolvida,bem fundamentada.Melhoras pra você,viu Pablo?

  9. George Pedrosa

    Pablo, o que você acha da suposta abordagem Randiana do filme (ainda não vi), com o Bruce Wayne como um análogo do John Galt de Atlas Shrugged, um industrialista responsável sozinho pelo bem-estar da sua comunidade? Isso reforça a mensagem conservadora do fim do segundo filme de que Gotham precisa acreditar em um líder virtuoso, caso contrário a população vai retroceder ao barbarismo?

    A crítica é bastante interessante, vale uma lida: http://wrongquestions.blogspot.com.br/2012/07/the-dark-knight-rises.html

    • George Pedrosa

      “Far from toning down The Dark Knight’s message, then, The Dark Knight Rises takes it to even further extremes. This isn’t simply Batman having the moral authority to act as judge and jury on Gotham’s criminals. This is Batman–and Bruce Wayne–as John Galt, the mysterious, reclusive, omni-competent, super-rich industrialist who is the only hope for the future. The Dark Knight Rises extends Batman’s authority past crime, into technological progress, and even into social welfare–when Joseph Gordon-Levitt’s Officer Blake, a Batman believer who is one of the first to uncover signs of the film’s villain, starts his investigation by following up the murder of a homeless teen, he learns that the boy was kicked out of his group home because the cash-strapped Wayne Foundation has stopped funding it. In other words, it’s not just the police that needs to be augmented by a caped crusader, but every level of government that must be replaced by private enterprise and private philanthropy. And when that private benefactor is mocked, derided, hobbled in his efforts to keep his community safe and even hunted down for those efforts–why, then he will retreat from his obligations, and the result will be disaster.”

  10. Adriana Leme

    Não acho que o personagem do funcionário que ameaça a identidade do Batman, no segundo filme, seja uma “gordurinha”… Graças à declaração dele na TV, o Coringa ameaça explodir um hospital em Gothan, o que dá sequencia à todo resto da trama.. E à um dos melhores diálogos do filme, na minha opinião! haha (entre o coringa e o duas caras.. Poderia ser de outro jeito mas, enfim, cchei um jeito interessante de amarrar!!

  11. Salerme

    Pablo,

    Nas poucas vezes em que manifestei aqui, já disse ser um fã de histórias em quadrinhos há mais de 20 anos.
    Concordo plenamente com você quando diz que um filme tem que ser auto contido. E acho que toda trilogia do Nolan pode ser entendida e apreciada por uma pessoa que nunca leu quadrinhos.
    Mas os 3 filmes estão recheados de referências a quadrinhos clássicos (a cena em que Batman é cercado no hospício e usa um dispositivo que atrai morcegos para camuflar sua fuga é um exemplo: ela está presente em Batman Ano Um, história icônica do personagem).
    Dito isso, vou começar pelo fim. Cara, é muito Cavaleiro das Trevas (o gibi, que no orignial é “The Dark Knight Returns, mesma inicial do filme). Aliás, muitos elementos deste filme lembram a clássica HQ, e o final, com o Batsinal sendo entregue para Gordon (que sorri, como que cumplice sabendo que seu amigo não morreu) e aquela bolsa entregue a Blake lembra muito o fim do gibi, onde o Batman volta da aposentadoria, inspira Gotham e finge sua morte para começar uma nova vida. Assim, tendo tal referência, achei que o final emula a famosa HQ, como a própria proposta do filme, de um Batman marginal voltando a agir. Por isto, acredito que a intenção do Nolan foi mostrar Wayne vivo e numa nova vida.
    Quanto a presença da Mulher Gato; sinceramente, nesse ponto acho que ela é essencial para o filme sim. Afinal, toda a trilogia é sobre símbolos e inspiração. É como o Batman pode inspirar as pessoas, tirá-las da passividade, dar esperança de transformação. E, nesse sentido, a mulher gato é o personagem mais ambíguo da história; é uma ladra que aos poucos se “inspira” nele a ponto de largar seu egoísmo e lutar contra quem quer destruir Gotham, mesmo pondo sua vida em risco. Por outro lado, ela é o amparo que Bruce vem procurando desde que Rachel morreu no último filme.
    Concordo com você que o filme tem falhas. Particularmente, me incomodou o fato como o Blake descubriu a identidade do Batman: caramba, o Comissário Gordon não passou nem perto de descubrir, mas o Blake criança deduziu sei lá como. Achei forçado.
    Também não me convenceu o personagem da Tália. Ficava muito na cara que ela era a traidora, mesmo para quem não leu quadrinho. Era sempre ela estar presente e o Comissário dizia que alguém os traiu. Além disso, o romance dela com Bruce é forçado, sem propósito.
    Em linhas gerais, concordo com todo o resto que você colocou. É um filme muito bom mesmo, mas não no nível de BTDK.

    Abraços

  12. Diego Bueno

    DECEPÇÃO

    spoilers…spoilers…spoilers…

    sério mesmo q o povo ta achando esse filme tudo isso? Me desculpe mas a historia é cheia de clichês…e eles vao se acumulando de tal forma q fica de dificil de engolir…Tipo, tudo bem existe la um globo que encerra uam fonte de energia auto-sustentável…Mas ae magicamente ela pode virar um bomba com alguns ajustes…ok…Mas aí existe um UNICO cientista capaz de desativar a bomba…ai ai…tudo bem aceitável vai…

    mas aí a historia é q longe do suporte apropriado a
    bomba vai se deteriorando e em aproximadamente 5 meses ela explode…Blz…mas do nada essa estimativa vira uma certeza do momento exato q a bomba vai ‘naturalmente’ explodir com direito a timer e tudo. Aí simplesmente ao invés do
    capangas destruirem o suporte logo apos removerem a bomba resolvem deixar a estrutura la intacta…

    Aí perto da morte a vilã tem a genial ideia de contar q ela ativou o sistema de inundação e portanto, nao ha como colocar a bomba de volta no suporte. Mas se ela simplesmente tivesse ficado calada, morrido queitinha, eles chegariam la e veriam por si mesmos q tava tudo inundado e nao daria tempo de fazer mais nada…a bomba ia explodir ja era…

    Meu…muuuuito ridiculo…! E pra completar nao poderia faltar o clichê do batman levando a bomba pra explodir la no horizonte…minha nossa….depois de um filme como The Dark Kight…eu esperava muito mais desse desfecho sofrível…Isso pra nao falar da coluna arrebentada do Bruce que é carregado ate uma prisao no fim do mundo em nenhum cuidado e do nada simplesmente suspendem ele numa corda poe a vertebra no lugar e ja era…Dias depois ele ja todo peralta treinando…meu eh muita suspensão da descrença pra um filme só….sobretudo de um q se orgulha de ter uma abordagem mais realista….Decepção total…

  13. Raul José

    Meus colegas que são fãs de quadrinhos dos super heróis, fui ver hoje o filme Batman ( The dark Knight rises ), o que posso dizer em palavras,não a como dizer, eu assistir o filme durante, duas horas e quarenta e cinco minutos, o que posso dizer em resumo que o filme dirigido por nolan, foi uma obra de arte não é igual aos dois primeiros filmes do Batman como begins e o The dark Knight que também foram bons acima desse, mais esse terceiro tocou mais na emoção do que eu poderia imaginar, como Pablo disse no vídeo que não vou repetir as palavras dele, o que posso dizer uma parte é o filme mostra a revolta do povo de gothan dos habitantes que foram excluídos os de classe pobre foi muito bem mostrado, Bane que destrói a cidade por dentro, e cortando qualquer ligação de gothan pelo mundo La fora a tornou uma TERRA DE NINQUEM, me fez lembrar do que aconteceu em 2006, quando o PCC, ser mostrou e os noticiários em vez de confortar as pessoas colocou mais medo, vez a população ficar desesperada, transformando São Paulo numa (TERRA DE NINQUEM)aonde policia não vez nada e que ninguém ser pronunciou sobre esse acontecimento, no outro dia jornais como New York times falam que São Paulo havia ser tornado a (TERRA DE NINQUEM).

  14. Raul José

    Voltando ao filme teve duas cenas que o povo do cinema tava assistindo e aplaudiram todos eles , primeira foi na cena que Bruce foi preso e estava tentando escapar inúmeras vezes mais não conseguiu, até que no momento o médico que estava cuidando dele disse pra ele escarpar ele precisaria do medo pra fugir do inferno, ele vez o que ele disse subiu sem esta amarrado na corda e pulou no outro lado da construção, conseguindo ser libertar, foi nessa parte que o povo aplaudiu, a segunda quando ele volta pra Gothan e salvar o comissário Gordon e acender uma faísca que sobe até a ponte formando o símbolo do morcego aonde o povo aplaudiu de novo pela segunda vez

  15. Fabio

    “Discordo. Algumas pessoas, amantes de filmes também, não tem o conhecimento da língua inglesa e nem conseguem ler legendas rapidamente! Essas pessoas devem então ficar sem a magia do cinema?”

    Se fulano não consegue lêr uma legenda de filme rapidamente,é porque è burro ou preguiçoso. Ou os dois. Não é necessário nenhum conhecimento de inglês pra entender e apreciar um filme legendado. Falso moralismo mais forçado que esse,impossível.

  16. Tiago Braga

    Mas Pablo, a cena/trama que tu diz que poderia ter sido cortada, do cara que descobre a identidade do Batman, ela nao leva a cena da ameaca de explodir hospitais? Se corta aquilo, como ficaria entao? Coringa diz que se alguem nao matar o cara em X tempo, ele explodira um hospital. Se corta toda essa subtrama, teriam que readapta-la… E nao pode ser totalmente cortada, porque e’ a cena que Coringa tem seu dialogo motivador com Harvey/Duas-Caras.

  17. Daniel Perugini

    COMENTÁRIO COM SPOILER, SE NÃO VIU O FILME NÃO LEIA.

    Na minha opinião, o final é uma metáfora. Pra mim o Batman morreu, é só lembrar que o Alfred disse que ficaria feliz se visse o Bruce feliz. Com crtz o Batman morreu feliz ao salvar 12 milhões de pessoas.

  18. Ismael

    Estava na fila do cinemark hoje e vi um casal comprando ingressos para uma sessão dublada, lembrei na hora da crítica.

    Realmente, o Bane passa muita expressão na forma como fala.

  19. Luis Gustavo Schuck

    Engraçado todo mundo aparentemente aceita o TDK como melhor que este, onde na verdade o segundo filme traz um enredo envolto de acontecimentos não planejados e aparentemente sem algum sentido. Óbvio que o coringa é assim, mas sinceramente ele ficou em um jogo de gato e rato durante o filme e acabou pendurado…. Aliás acho méritos do Nolan fazer o filme tão bem feito com o coringa já que ele é apenas imprevisível e em 10 minutos batman o prenderia e o filme acabaria.

    Agora este terceiro filme é muito mais pensado, pode ter vários clichês e tal, mas a história mostra um adversário mais perigoso para Gotham como um todo e não apenas para alguns onde eram atacados individualmente. Aqui o ambiente via guerra aberta e não terror.

    Enfim, esta trilogia é fantástica, nunca jamais pensei em me emocionar vendo um filme de super herói. Mas as cenas de Alfred são muito boas, sendo ele sempre o lado humano da história. A do enterro é foda.

    A obra feita por Nolan é tão absurdamente grandiosa que tem tanta gente reclamando de roteiro e falha em planos e citando a existência dos clichês. Enquanto que em outros filmes de HQ o clichê vem na capa, a emoção fica na imaginação de quem é fã e o enredo é muito direto, salvar a terra, sem percalços, apenas no braço.

    Os Vingadores salvaram a terra e eu nem dei bola se por acaso eles não conseguissem…

    Agora Batman salvou uma única cidade e eu me importei legal com o sofrimento do Alfred…

    Enfim a obra de Nolan é tão foda que aceitamos Batman lutando a céu aberto de dia no meio da multidão.

Adicionar Comentário